Uma empresa que possui uma frota de veículos não pode deixar de dar atenção especial para a manutenção. A ideia é economizar para investir no que resulta em mais lucros ou para minimizar custos, seguindo um método aplicado principalmente em períodos de crise.

Portanto, é fácil perceber que a manutenção para frotas é inevitável — ou você faz manutenção preditiva, ou faz manutenção preventiva. Caso não faça nenhum dos dois, mais cedo ou mais tarde, você terá que fazer uma manutenção corretiva. Mas por que isso acontece? Qual a diferença entre cada manutenção? E como escolher a melhor para a sua frota? Continue a leitura e descubra!

Por que fazer manutenção

A manutenção para frotas é essencial por diversos fatores — ela mantém as garantias das peças e dos veículos, garante que os equipamentos funcionem dentro da performance esperada, evita quebras e os inconvenientes gerados por estas, entre outros.

É importante planejar as manutenções, afinal, você terá que fazê-las — por bem ou por mal. Ou seja, ou você faz enquanto o equipamento está funcional, ou quando apresentar o problema.

Os diferentes tipos de manutenção

Cada manutenção tem objetivos e formas distintas, dependendo de em qual etapa forem realizadas. A seguir, conheça os três tipos de manutenção diferentes — sua frota irá, invariavelmente, passar por pelo menos uma delas:

Manutenção corretiva

Este tipo de manutenção só acontece depois que o defeito se instalou. Diante da falha, é chamado um técnico, que verifica o problema e informa as necessidades para o conserto.

A manutenção corretiva, geralmente, resulta em custos altos com a aquisição de peças, além do tempo de espera para que elas cheguem — algumas não têm pronta entrega e, com isso, o custo da frota e da mão de obra parada, que pode durar vários dias, também pesa.

Como esse tipo de manutenção é, normalmente, realizado de forma emergencial, é comum ter custos de horas extras ou de deslocamento da equipe de manutenção.

Manutenção preventiva

É realizada com o objetivo de reduzir a probabilidade de falhas nas peças e nos componentes essenciais da frota, para aumentar a vida útil dos veículos e dos componentes — e, no caso de veículos novos, para manter o direito à garantia.

A manutenção preventiva segue cronogramas. Cada item tem períodos diferentes de avaliação, que é realizada por um técnico de manutenção — ele faz a inspeção de rotina, a lubrificação e, caso necessário, os reparos.

Servindo também como sinalizador para despesas, a manutenção preventiva pode indicar a necessidade de novos investimentos futuros — seja em peças, ou substituições da frota para aumentar a eficiência e reduzir os custos.

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva ocorre com a ajuda de equipamentos que monitoram o estado real de funcionamento dos principais componentes da frota. Com base em dados, o equipamento apresenta um diagnóstico sobre o desgaste ou degradação.

Esse tipo de manutenção é útil para:

  • Identificar rapidamente os problemas;

  • Aumentar a vida útil dos equipamentos;

  • Eliminar os processos de montar e desmontar para análise;

  • Reduzir custos de horas extras com manutenções de emergências;

  • Manter a frota em alta performance e segura;

  • Reduzir o tempo do equipamento parado;

  • Gerar maior conforto para o motorista e reduzir problemas ergonômicos.

A melhor manutenção para sua frota

Não existe uma regra rígida estabelecendo que um tipo é melhor do que outro. Para decidir qual manutenção você deve adotar para sua frota, leve em conta a disponibilidade de pessoal para realizar as manutenções e os possíveis investimentos e ganhos proporcionados por cada um.

Também é possível utilizar os três tipos de manutenção. Faça uma classificação ABC e defina as peças e componentes primordiais para o bom funcionamento da frota, além daqueles que garantem os resultados mais significativos — estes são os itens A, que devem receber a manutenção preditiva. Para os itens B, uma manutenção preventiva funciona bem; finalmente, para os demais, você pode adotar uma manutenção corretiva.

A manutenção está intimamente ligada à produtividade, à redução de custos e à maior segurança da frota e dos motoristas — fatores que, definitivamente, fazem a diferença para o sucesso de sua empresa.

E então, pronto para planejar a manutenção da sua frota? Tem outras dúvidas, sugestões ou experiências sobre o assunto? Deixe seu comentário e entre para a conversa!

Conte conosco para saber mais a respeito da ferramenta ideal para te ajudar a planejar e monitorar as manutenções da sua frota: acesse www.softruck.com.br ou ligue para (031) 3234-2800.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *