Saiba por que você deve fazer um planejamento de rotas

Garantir a entrega no prazo é um dos principais pilares da logística, isso porque o atraso gera muitos custos extras como diárias, queda de nível de serviço, insatisfação dos clientes, devoluções e fretes de retorno e, em alguns casos, até mesmo multas.

Descubra agora como o planejamento de rotas irá ajudá-lo a ser mais eficiente nas entregas, reduzindo o tempo, custos, facilitando o gerenciamento e tornando a tomada de decisões mais assertiva.

Benefícios do planejamento de rotas

1 – Economia de combustível

Ao realizar o planejamento de forma antecipada e otimizada, consegue-se trajetos mais econômicos, o que em longo prazo representará grande economia, já que haverá redução do uso de combustível.

2 – Plano B

Por melhor que seja o planejamento, imprevistos acontecem, e o bom planejamento deve contar com isso, pensando em rotas alternativas em casos de grandes engarrafamentos, acidentes ou protestos.

Essa alternativa também é muito útil quando se trata de cargas de alto valor agregado, possibilitando ter várias rotas alternativas para minimizar o risco de furtos.

3 – Melhora o nível de serviço logístico

O planejamento possibilita grandes melhorias nos indicadores relacionados à entrega e aos custos de transporte, pois possibilita melhor acompanhamento, ajustes na programação e agendamento.

4 – Clientes satisfeitos

Alguns clientes impõem restrições como horário de agendamento ou janelas. O planejamento leva em conta as particularidades de cada cliente, em termos de restrições, localização ou outros fatores.

Sabendo dessas restrições é possível negociar com os fornecedores horários ou prazos mais adequados.

5 – Redução de custos

Esse é com certeza um dos maiores benefícios para se fazer o planeamento de rotas. Além de reduzir custos com combustíveis, como citado acima, também há redução de diárias de motoristas, horas extras, manutenção e multas por no-show.

6 – Planejamento centralizado

Dependendo do tipo de negócio, é possível até mesmo centrar todo o planejamento em uma filial, reduzindo custos operacionais e gerando sinergia entre diversas áreas. Quanto mais complexidade e particularidades existirem no negócio, mais difícil será realizar esse tipo de integração.

7 – Integração entre regionais

É possível ter uma visão geral das entregas e, dessa forma, definir estratégias a nível regional e nacional, como utilizar cargas de retorno, ou carregar no mesmo fornecedor que está realizando a entrega.

Aspectos a serem levados em conta na hora de planejar

O primeiro passo é classificar os clientes e produtos, especialmente se você atua com muitas categorias e entrega de forma muito fracionada. Esse passo é fundamental, já que alguns tipos de produtos não podem ser entregues no mesmo veículo, em virtude de temperatura, possíveis reações químicas e outros.

Agora, já com o agrupamento de produtos e clientes em mãos, é importante verificar as possíveis composições entre os clientes, levando em consideração as restrições de cada um, caso existam.

Fique atento também à capacidade de expedição. O seu planejamento pode ter sido perfeito, mas se a expedição não conseguir liberar a carga no prazo, seu trabalho terá sido em vão.

O último passo é escolher o tipo de veículo que melhor se encaixe ao tipo de carga, ao cliente ou até mesmo às restrições impostas pela prefeitura ou estado.

Podemos te ajudar na escolha de uma boa ferramenta para o planejamento de rotas da sua frota! Quer saber mais? Acesse: www.softruck.com.br ou ligue para (031) 3234-2800.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *