Aviso: multas de trânsito ficarão mais caras. Informe a sua frota!

O Brasil é um país extremamente dependente de veículos, especialmente por conta do transporte público ineficiente e dos grandes problemas de mobilidade urbana. Por isso mesmo, tudo que diz respeito ao universo automotivo é polêmico e a indústria de multas é alvo de muitas críticas.

No entanto, isso não impede que o governo faça suas adequações: mais do que nunca, é preciso ficar atento ao trânsito. A partir do mês de novembro, as multas de trânsito ficarão mais caras. Confira o conteúdo a seguir e atualize os motoristas da sua frota!

Uma realidade incômoda

Quem dirige por muito tempo, especialmente nas grandes capitais, não tem dúvidas: o Brasil tem uma verdadeira indústria de multas de trânsito. São diversos radares, lombadas eletrônicas e guardas de tráfego que não hesitam em aplicar as penalidades para qualquer infração cometida, mesmo que, as vezes, essas não sejam justificáveis.

Se, por um lado, isso é alvo de grandes críticas, por outro é inegável que tem um caráter educativo e faz com que a condução seja muito mais segura e responsável. A maioria das pessoas passa a dirigir com mais atenção, pois os valores são elevados e manter os veículos por aqui já não é uma tarefa das mais baratas.

Confira os novos valores de multas de trânsito

Todas as modalidades sofreram aumento, algo que não ocorria desde 2002, quando foram estipulados os valores vigentes. Durante esse período, apenas ocorreram elevações para alguns tipos específicos de violações consideradas mais perigosas.

As infrações leves passarão de R$ 53,20 para R$ 88,38 (sofrendo o maior aumento percentual). Já as infrações médias passarão de R$ 85,13 para R$ 130,16, as infrações graves de R$ 127,69 para R$ 195,23 e, por fim, as infrações gravíssimas passarão de R$ 191,54 para R$ 293,47.

Falar e escrever ao celular

Além disso, um tipo de multa sofreu alterações mais significativas. Com a popularização de aplicativos de conversa e redes sociais, ficou impossível não adaptar a legislação para punir condutores que se distraem com esse tipo de programa ao volante.

Agora a lei especifica que sofrerá penalização não apenas quem estiver falando num telefone móvel, mas também quem estiver “manuseando” o aparelho. Além disso, o valor, que era de R$ 85,13 (custo da infração média antiga), passará para R$ 293,47 (custo da infração gravíssima nova), além de perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

Novo teto

A nova legislação também impôs um novo teto, bastante salgado para os padrões de renda do Brasil. Por exemplo, quem se recusar a fazer teste do bafômetro, exames clínicos ou perícia para verificar a presença de drogas ou álcool no organismo, será autuado em infração gravíssima e terá o fator multiplicador 10 vezes, atingindo elevados R$ 2.934,70. Se o condutor for reincidente em um período menor que 12 meses, a multa ainda será dobrada, chegando a inacreditáveis R$ 5.869,40.

Como as multas de trânsito ficarão consideravelmente mais caras, é indispensável informar a sua frota e, se possível, monitorar os seus motoristas com muito mais cuidado.

Este conteúdo foi útil para você? Então divida essas informações com outras pessoas e compartilhe este artigo em suas redes sociais!

E se está precisando de uma ajudinha para controlar melhor e até evitar as multas na sua frota, entre em contato conosco! Acesse www.softruck.com.br ou ligue para (031) 3234-2800.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *