Práticas de monitoramento de frotas que não existem no Brasil

Publicado por Gabriela Mantuano in May 4, 2018

O monitoramento de frotas nada mais é do que um acompanhamento sobre a situação dos veículos de transporte, envolvendo ainda os motoristas e outros elementos. Existem diversas práticas e maneiras de se lidar com a gestão da frota, e países diferentes costumam adotar práticas diferentes, afetando o impacto que as mesmas têm sobre a eficiência na gestão e monitoramento de frotas.

Por não se basear apenas em verificar o status da carga, mas sim em obter e tratar dados importantes sobre a rotina e os procedimentos que envolvem a frota, a gestão e o monitoramento de frotas apresentam um grande leque de opções relacionadas a forma como esta gestão é tratada e a influência que ela terá em seu negócio.

Com diferentes práticas de gestão e monitoramento de frotas, as tomadas de decisões baseadas nas informações fornecidas pelas práticas utilizadas por sua organização são fundamentais para que sua empresa prospere.

Os tipos de gestão e monitoramento de frotas

O conceito de monitoramento e controle de frotas não é muito antigo, sendo que a certo tempo atrás praticamente não havia controle sobre as ações dos motoristas e sobre a situação do veículo.

De início, os condutores tinham total autonomia e a empresa não tinha controle sobre gastos e outros itens de extrema importância para se basear quanto a tomada de decisões sobre novas ações neste setor. Surgiu então o controle manual, onde os custos são pouco controlados e relatórios sobre a situação da frota são feitos apenas através de simples ligações entre o motorista e a empresa. Depois, outra forma de controle surgida foi via planilhas. Esta já apresentava um maior controle e um monitoramento mais preciso sobre a frota, possibilitando uma melhor organização.

Porém, com o grande avanço da tecnologia, a gestão e monitoramento de frotas foi beneficiada com softwares de monitoramento e gestão de frotas, os quais fazem o acompanhamento de diversos dados registrados a respeito dos veículos, motoristas, rotas e outros detalhes referentes a jornada. Com isso, hoje em dia, é possível monitorar a sua frota através de um sistema que gera informações em tempo real e acompanha a operacionalidade da frota como um todo.

Práticas estrangeiras de monitoramento de frotas

Práticas que ainda não existem no Brasil

O mercado brasileiro de monitoramento e gestão de frotas ainda está dando os seus primeiros passos em relação a outros mercados estrangeiros já consolidados e com tecnologias avançadas.

Para se ter uma noção disso, basta comparar a proporção de frotas monitoradas no Brasil e nos Estados Unidos. Enquanto nos Estados Unidos mais de 40% dos mais de 140 milhões de veículos comerciais são monitorados e geridos com tecnologias avançadas, no Brasil esta porcentagem não ultrapassa os 4% dos 7 milhões de veículos empresariais. Até mesmo na Europa, onde este mercado até pouco tempo atrás apresentava um grande foco apenas nas empresas de transportes, a porcentagem de veículos monitorados é maior do que no Brasil.

Apesar do fato do Estados Unidos ser o país que apresenta um mercado de gestão de frotas mais avançado, esta enorme diferença aponta como o mercado Brasileiro ainda está atrasado neste setor.

Confira algumas práticas de monitoramento de frotas amplamente utilizadas em alguns outros países que ainda não existem no Brasil, ou que aqui são pouco utilizadas:

1.Monitoramento por câmeras

Quando se trata de gestão e monitoramento de frotas, existem uma série de fatores que influenciam nas práticas utilizadas nesta área. Dentre estes, podemos citar os índices de roubos e acidentes, que apresentam grande influência no tipo de gestão e monitoramento de frotas escolhido pela empresa.

Uma corporação situada em um país que apresenta altos índices de roubos de cargas, como o Brasil, tem uma preocupação maior com a segurança de sua frota quando comparada a uma empresa situada em países em que esse tipo de roubo não fazem parte da realidade diária.

Neste sentido, uma das práticas comuns utilizadas em países da Europa e nos EUA e que ainda é primitiva no Brasil é o sistema de monitoramento por câmeras. Com este sistema, é possível visualizar a frota e obter informações constantemente. Através do sistema de monitoramento por câmeras ainda é possível acompanhar os motoristas e reportar os acontecimentos aos clientes. Essa prática aumenta a segurança da frota, tanto contra roubos quanto contra negligência dos motoristas.

2. Uso efetivo de software de gestão de frota

A diferença tecnológica no que diz respeito às práticas de gestão e monitoramento de frotas é um fator que apresenta grande impacto no desempenho e na eficácia das mesmas.

Em países estrangeiros, é muito comum as práticas utilizadas na gestão de frotas serem voltadas para informações extremamente relevantes para a tomada de decisões. Muitas destas informações são obtidas apenas através de aparatos tecnológicos. Uma das práticas mais utilizadas nos EUA e em países da Europa é o rigoroso controle de suas frotas através da implementação de softwares que facilitam a tomada de decisões.

Tendo acesso em tempo real a informações precisas sobre o veículo, como o consumo de combustível, abastecimento, manutenção, jornada do motorista, dirigibilidade e etc, os gestores implementam práticas voltadas para a redução massiva de custos através destes dados.

No Brasil, seguindo essa tendência dos países do hemisfério norte, o uso desse tipo de software de gestão é cada vez mais presente no dia-a-dia dos gestores de frotas. Prática que chegou para ficar e revolucionar a forma como operações logísticas são feitas.

3. Instrução dos motoristas

Outro exemplo de prática de gestão de frotas que ainda não é muito utilizada no Brasil mas que é muito comum em outros países é a instrução dos motoristas. Isto pode causar um grande impacto em seu serviço, tanto operacional quanto financeiro.

Orientar os seus motoristas a não andarem na marcha lenta, por exemplo, é muito importante para a redução de custos. Isto por que ao andar na marcha lenta, o veículo apresenta um consumo muito maior de combustível, além de desgastar excessivamente o motor e emitir mais poluentes. Outras orientações ainda podem melhorar o desempenho no serviço, além de reduzir os custos.

4. Diminuição da emissão de gases poluentes

A preocupação com a emissão de gases poluentes é outra prática muito comum em países de primeiro mundo. É muito comum em diversos países serem utilizados equipamentos que diminuem a poluição causada pela frota. Preocupação esta que ainda é praticamente inexistente no Brasil.

5. Foco voltado para tomada de decisões

Além das práticas de gestão de frotas citadas acima, que ainda são pouco utilizadas no Brasil mas muito comuns em outros países, existem outras diferenças nas práticas adotadas em diferentes países, as quais se baseiam principalmente na visão que a empresa tem sobre este assunto.

Enquanto em países da Europa e principalmente nos países da América do Norte a gestão de frotas tem as suas práticas baseadas em fatores estratégicos e que são fundamentais para a obtenção de minuciosos detalhes que auxiliam na tomada de decisões, no Brasil as práticas têm o seu foco principalmente quanto a localização do veículo.

A diferença no ponto de vista sobre o mercado de monitoramento de frotas é o principal fator que faz com que as práticas utilizadas em um país sejam diferentes das utilizadas por outro. A gestão de frotas deve ser encarada como uma ação estratégica e que que se baseia na tomada de decisões do gestor com o intuito de reduzir custos, melhorar a qualidade do serviço, melhorar a produtividade e consequentemente potencializar os lucros.

 

Para saber mais sobre software de gestão de frotas, veja aqui como a Softruck pode te ajudar! Ou entre em contato conosco pelo (31) 3234-2800 ou acesse nosso site.

Categorias: Gestão de Frotas Monitoramento de frota

Softruck

Mais populares

Posts Recentes